Centro Interpretativo do Mundo Rural

   

A baixo encontram-se algumas curiosidades relativamente às temáticas retratadas no Centro Interpretativo do Mundo Rural:

 

  • Situa-se na vila do Vimieiro, concelho de Arraiolos e foi inaugurado a 1 de Agosto de 2009 pela Câmara Municipal de Arraiolos;
  • Formado por um antigo lagar – O Lagar dos Queirogas, foi restaurado e adaptado para servir de museu onde foi implantada a exposição fixa, e por um novo edifício, construído de raiz, próximo ao edifício pré-existente, que comporta a receção existem uma sala de exposições, gabinetes técnicos, instalações sanitárias e a sala de reservas;
  • Foi a Câmara Municipal de Arraiolos que adquiriu o edifício do antigo lagar contígua ao jardim da Santa Casa da Misericórdia do Vimieiro, antigo Paço dos Condes do Vimieiro, embora tivesse sido a Santa Casa da Misericórdia do Vimieiro a ceder o terreno onde foi erguido o novo edifício.
  • Os autores do projeto arquitetónico no qual harmoniosamente se alia a antiguidade do antigo lagar com a contemporaneidade arquitetónica do novo edificio são os arquitetos Michele Ca nnatá e Fátima Fernandes do atelier CANNATÁ & FERNANDES arquitetos Lda.
  • Este espaço retrata o mundo rural alentejano, entre o final do século XIX e a primeira metade do século XX que é atualmente a memória de uma época difícil para a esmagadora maioria da população, onde homens e mulheres trabalhavam arduamente, de sol a sol, para obterem o pouco sustento que lhes garantia uma sobrevivência sofrida, mas honrada e onde vastas terras, numa paisagem infinita, e um quotidiano marcado por enormes desigualdades sociais, em que a terra era propriedade de poucos e local de trabalho para muitos, foi o cenário em que se fundou um período marcante da história alentejana;
  • Em suma, é esse mundo rural ainda tão presente na memória dos mais velhos, mas já tão distante para os mais novos, que o Centro Interpretativo do Mundo Rural pretende preservar enquanto identidade do povo alentejano, gente sofrida e forte, mas muito digna.